Coleta Seletiva de Resíduos Urbanos para Área de Compostagem no Município de Caapiranga-AM

0
1654

Autor: Luis Augusto Ledesma Rey

Introdução

A fusão das geleiras do Himalaia e da cordilheira dos Andes, o fenômeno sem precedentes dos refugiados ambientais e o destino final dos resíduos sólidos urbanos de um Município brasileiro de pequeno porte. São aspectos de um só problema, que diz respeito ao futuro das condições de vida das gerações futuras da espécie humana sobre o planeta terra. Um futuro que se mostra presente.
O destino final dos resíduos sólidos urbanos deste pequeno Município de Caapiranga-AM, se for planejado um tratamento correto deles, poderá amenizar a pegada ecológica deste Município e somar-se-á, ao esforço de outras cidades na luta contra o aquecimento global, seguindo o lema da Agenda 21 Global: pensar globalmente e agir localmente.
Em muitos Municípios de pequeno porte da Amazônia, o lixão recebe todos os resíduos, sem nenhuma triagem, nem feita pelos catadores informais, tendo-se como resultado, que não existe nenhuma reciclagem. A falta de adubo para os pequenos agricultores é outro problema destes pequenos municípios , na Amazônia,onde a comunicação é fluvial maiormente.
A cidade de Caapiranga, capital do Município do mesmo nome, produz diariamente 5 toneladas de resíduos sólidos, que são despejados no lixão a céu aberto, localizado a 2,5 km
coleta seletiva
Coleta Seletiva

da cidade, na beira da estrada. Aproximadamente 2,5 ton. Correspondem a resíduos orgânicos. Calculamos que nos 6 primeiros meses do projeto captar-se-á, diariamente pela coleta seletiva, entre 800 kg e 1 tonelada de resíduos orgânicos e com o decorrer do projeto, deve incrementar-se o volume de resíduos orgânicos,pela gradual conscientização da população com a participação dos agricultores, neste processo.

Objetivos

Objetivo Geral

Reciclagem dos resíduos orgânicos urbanos da cidade de Caapiranga-AM, com produção de adubo composto.

1º Objetivo Específico: Diminuição da quantidade de lixo despejada no lixão, com a conseqüente diminuição da contaminação do solo e águas subterrâneas, pelo chorume.
2º Objetivo Específico: Capacitação dos pequenos agricultores para a produção de adubo composto e incentivas a responsabilidade e criatividade para resolver os problemas locais.

3º Objetivo Específico:
Incentivar a coleta seletiva em forma progressiva, com soluções práticas.
Metodologia
Será executado este projeto em duas etapas:1ª Etapa: Será organizada a capacitação dos agricultores, com aulas teórico-práticas sobre compostagem utilizando leiras estáticas com auto-ventilação , construídas com madeira. Serão construídas para esta etapa 4 leiras de 6 m de comprimento X 0,50 m de largura e 0,60 m de altura, com aberturas laterais e superior para a ventilação da massa de compostagem. Duração desta Etapa:60 dias

2ª Etapa:
Produção de adubo composto.

a – Preparo da área de compostagem:100m x 100m, com ligeiro declive (5 a 10%) dividida em duas subáreas: 1 para a bioestabilização e outra para a maturação.

b – Preparo dos túneis de madeira para as leiras auto-ventiladas. Em total 72 túneis ; cada túnel suportará 1,2 ton. Formar-se-á 1 leira diária.

Serão 6 leiras na semana x 4 semanas = 24 leiras mensais.

24 leiras x 3 meses = 72 leiras nos três meses.

O Sindicato de Trabalhadores Rurais deste Município, estabelecerá a escala de agricultores que trabalharão na área de compostagem, segundo o estabelecido no Termo de Parceria assinado entre o Sindicato e a Secretaría do Meio Ambiente.
Ao final desta etapa, os agricultores, darão continuidade ao projeto , sem precisar acompanhamento.
Resultado e conclusão:
Até o presente momento, está se realizando a primeira etapa do projeto. Foram construídas os 4 túneis de madeira e formadas as 4 leiras.

Foi realizada primeiramente a homogeneização da massa de compostagem formada por resíduos orgânicos coletados pela caçamba da Prefeitura, capim e caroço de açaí triturado. Revolveram-se a massa, aos 5 dias e aos 10 dias após a formação da leira no chão. Depois da segunda revolta da massa, foram formadas as leiras sobre cada túnel. Conseguiu-se a coleta, em torno de 700 kg por dia de resíduos sólidos, durante 4 dias, formando-se 1 leira diária, estando atualmente na fase de bioestabilização.

Pelo interesse que vem demonstrando no decorrer do projeto, os agricultores, acredito que irá aumentando a quantidade de resíduos orgânicos captados pela coleta seletiva, que foi estabelecida da seguinte forma: coleta de resíduos orgânicos os dias 2ª, 4ª e 6ª feira, tendo sido instalado na caçamba da coleta uma sirene musical que identifica a coleta de resíduos orgânicos. No começo da passagem da caçamba com a sirene musical, foi motivo de piadas, mas agora não causa mais estranheza.

Acredito que quando estiver se produzindo as primeiras toneladas de adubo composto, os agricultores irão querer continuar com o andamento do projeto, pelos benefícios na produtividade de suas lavouras, e irá se firmar a coleta seletiva, que começou timidamente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here