Educação ambiental em instituições não formais

0
504

Técnica 1: Adaptação de história

Devido a um projeto que exigia a recepção do público infantil na empresa, aproveitei a oportunidade e adaptei a História do peixe Dourado – Livro de Arno Kayser. A espécie de Peixe Dourado era muito comum em toda a extensão do rio que abastece nossa região, e, aos poucos com a industrialização e crescimento populacional foi se tornando raro.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos tem como símbolo de Educação Ambiental o Peixe Dourado. Baseada no livro, montei slides com imagens da região e do peixe passando pelo tratamento da água. Foi fantástico o nível de compreensão do público.

educação ambiental

Foto 1: Alunos de escola municipal assistindo vídeo.

Técnica 2: Teorias da Conservação

Motivei colegas de trabalho a recolher espécies de insetos que normalmente aparecem mortas pelo prédio, devido a época do ano. A empresa é instituída em uma área bastante preservada, portanto fica fácil fazer trilhas e ir a campo.

Uma colega utilizou o painel de isopor que embalava os computadores novos que foram comprados, e pintou-o de verde com algumas folhas. Cada colega fixou o que recolheu e cuidou, como: Louva Deus, Libélula, Mariposa, Borboletas (as famosas 88), Cigarra, Bicho Pau.

O mais motivador foi que, ao trazer o inseto, o colega já pesquisava sua espécie, período de vida, reprodução, etc. Recomendo!!

educação ambiental

Foto 2: Construção do painel.

Técnica 3: Trilha no Bairro

Reconhecer o meio ambiente local. Para quem precisa se aproximar de alguma comunidade em específico – nós precisamos seguidamente pois os bairros da cidade são distantes e as pessoas acabaram formando-os por motivos distintos, o melhor é estudar o histórico e averiguar uma rota onde é importante reconhecer: cursos de água, árvores nativas/exóticas, impactos, etc. O legal da atividade é que pode ser uma mobilização, por exemplo: evitar podas drásticas. Basta focar no assunto durante a trilha. Exemplo para empresa: reconhecer o processo da empresa e como ela se relaciona com o entorno. Esta atividade ainda pode fazer parte de uma capacitação maior, quando necessário.

Autora: Caroline Manéa

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here