23.4 C
Porto Alegre, BR
21 novembro, 2019

Produtores que preservarem além do exigido receberão pagamento

155

Por Sabrina Rodrigues*

Comissão de Integração Nacional da Câmara dos Deputados aprovou, por unanimidade, Projeto de Lei que concede compensação financeira a produtores rurais que conservarem mata nativa. Foto: Marcelo Medeiros/Flickr.

Os produtores rurais da Amazônia Legal e do Cerrado que preservarem área de mata nativa além do exigido por lei, serão contemplados com compensação financeira. É o que consta o Projeto de Lei (PL) 4131/15, que foi aprovado pela Comissão de Integração Nacional da Câmara dos Deputados. O relator do projeto é o deputado Silas Câmara (PRB-AM), que defende o pagamento por serviços ambientais aos produtores que preservam a vegetação nativa.

O Projeto de Lei aprovado, por unanimidade, é de autoria do deputado Augusto Carvalho (SD-DF) e modifica a Lei de Gestão de Florestas Públicas (Lei 11.284/06), que trata do Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal (FNDF). O benefício aos produtores rurais será pago com recursos do fundo gerido pelo Serviço Florestal Brasileiro e destinado a fomentar o desenvolvimento de atividades sustentáveis de base florestal no país.

“É evidente que os mecanismos legais existentes hoje não coíbem a destruição de ambos os biomas, o que ocorre por uma série de fatores. É necessário, portanto, implementar modelos mais eficazes para a preservação e desenvolvimento sustentáveis das regiões em questão, dentre eles, o pagamento pelos serviços ambientais, com uso de mecanismos de incentivos fiscais para a conservação da mata nativa”, dispõe o autor da matéria no texto.

A proposta tramita em caráter conclusivo, ou seja, é votado apenas pelas comissões designadas para analisá-lo, dispensada a deliberação do Plenário, salvo se houver divergência entre as comissões. A proposta será analisada ainda pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. O texto já foi aprovado pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

*Com informações da Câmara Notícias

Fonte do Texto:.oeco.org.br

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui