Recuperação e Estética das Áreas Degradadas

5932

Atividades antrópicas, sejam elas de produção agropecuária, imobiliária, ou mineração, que utilizam direta ou indiretamente os recursos naturais, causam aumento da vulnerabilidade do ambiente aos fatores como incêndios florestais, exploração florestal entre outras atividades que podem levar à degradação do ambiente.

Entende-se por degradação a destruição e/ou remoção da vegetação, fauna e camada superficial do solo, bem como alterações da qualidade e regime de vazão do sistema hidrológico (IBAMA, 1990). Portanto uma área degradada é aquela que, após distúrbios, tem eliminado sua resiliência (capacidade de retorno ao estado anterior) ou a mesma ser recuperacao areas degradadasextremamente lenta, sendo a ação antrópica necessária (Carpanezzi et al., 1990).

Para entender o processo de degradação de áreas é preciso conhecer alguns conceitos básicos sobre o tema, a seguir descrevem-se conceitos necessários para interpretar laudos e diagnósticos e promover ações e projetos necessários para a recuperação das áreas degradadas.

DEGRADAÇÃO
“Conjunto de processos resultantes de danos no meio ambiente, pelos quais se perdem ou se reduzem algumas de suas propriedades, tais como, a qualidade ou capacidade produtiva dos recursos ambientais” (Decreto Federal 97.632/89).
  • áreas degradadas são geradas por intervenções significativas nos processos do meio físico
  • degradação ambiental = impacto ambiental negativo

DEGRADAÇÃO DO SOLO
“Alterações adversas das características do solo em relação aos seus diversos usos possíveis, tanto estabelecidos em planejamento quanto os potenciais” (ABNT, 1989).

RESTAURAÇÃO (“restoration”)
Reprodução das condições exatas do local, tais como eram antes de serem alteradas pela intervenção.

RECUPERAÇÃO (“reclamation”)
Local alterado é trabalhado de modo que as condições ambientais acabem se situando próximas às condições anteriores à intervenção; ou seja, trata-se de devolver ao local o equilíbrio e a estabilidade dos processos atuantes.

REABILITAÇÃO (“reabilitation”)
Local alterado destinado a uma dada forma de uso de solo, de acordo com projeto prévio e em condições compatíveis com a ocupação circunvizinha, ou seja, trata-se de reaproveitar a área para outra finalidade.

REMEDIAÇÃO (“remediation”)
Ações e tecnologias que visam eliminar, neutralizar ou transformar contaminantes presentes em subsuperfície (solo e águas subterrâneas). Refere-se a áreas contaminadas. (Box, 1976 e ABNT, 1989 apud Bitar & Braga, 1995).


O termo RECUPERAÇÃO é amplamente utilizado, por incorporar os sentidos de restauração e reabilitação.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui