A Responsabilidade Social nas Empresas

0
960

Conforme definição dos autores Nascimento, Lemos e Abreu (2008) “responsabilidade social corporativa dos gestores é a obrigação de estabelecer diretrizes, tomar

Muitas empresas perceberam que é possível produzir com sustentabilidade, sem agredir o meio ambiente e ainda ter lucros.decisões e seguir rumos de ação que são importantes em termos de valores e objetivos da sociedade”.

Conforme Almeida (2007) as mudanças nos valores e demandas da sociedade ocasionadas pelas transformações ambientais serão cada vez mais claras e necessárias, gerando para as empresas diversas oportunidades de negócios. Uma delas é o mercado de créditos de carbono que se tornou um negócio bilionário em todo o mundo. Além desta, outras formas de negociação estão surgindo, como o mercado de créditos de recarga de aquíferos. De produção e uso de energias renováveis, de redução de impactos sobre áreas úmidas, zonas ripárias e biodiversidade.

A concepção de produção com sustentabilidade gestou-se devido aos diversos problemas ambientais identificados nas últimas décadas e pela cobrança da sociedade por soluções sustentáveis que produzam uma maior qualidade de vida às presentes e futuras gerações. Devido à falha de organismos governamentais em gestar um desenvolvimento verdadeiramente sustentável, muitas empresas, ONGS e sociedade em geral assumem posições preservacionistas e conservacionistas, realizando tarefas e atividades de preservação que seriam de incumbência dos governos.

Semelhantemente à Responsabilidade Social Corporativa (RSC),

Responsabilidade Social

Responsabilidade Social nas Empresas

a gestão socioambiental estratégica exige um comportamento ético baseado em  novos valores, os quais podem ainda não estar’internalizados nas pessoas. Pelo fato de serem recentes, muitas das degradações do meio ‘ambiente são derivadas da ação dó homem, mas não são assumidas como de sua responsabilidade. É possível que todos se preocupem, com as consequências do efeito estufa, mas ninguém se sinta responsável pela geração desse fenômeno, atribuindoa responsabilidade aos governos,às grandes empresas, aos países desenvolvidos, etc. (NASCIMENTO; LEMOS; MELLO, 2008, p. 183)

Conforme Garnier (2008) uma corporação com responsabilidade social tem um compromisso continuado com ética e com o desenvolvimento econômico, promovendo qualidade de vida aos seus funcionários, bem como as suas famílias e sociedade em geral. Esta qualidade de vida torna-se tão importante quanto a qualidade do produto ou serviço produzidos pela empresa. A corporação que adota a responsabilidade social torna-se parceira da sociedade e comprometida com o desenvolvimento social, ouvindo todas as partes interessadas e procurando atender os interesses de todos, não somente dos proprietários.

Responsabilidade social anda de mãos dadas com o conceito de desenvolvimento sustentável. Uma atitude responsável em relação ao ambiente e à sociedade, não só garante a não escassez de recursos, mas também amplia o conceito a uma escala mais ampla. O desenvolvimento sustentável não só se refere ao ambiente, mas por via do fortalecimento de parcerias duráveis, promove a imagem da empresa como um todo e por fim leva ao crescimento orientado. Uma postura sustentável é por natureza preventiva e possibilita a prevenção de riscos futuros, como impactos ambientais ou processos judiciais. (GARNIERhttp://www.cenedcursos.com.br/responsabilidade-social-e-ambiental-da-empresa.html)

Uma empresa ou corporação que busca a responsabilidade social deve apresentar as seguintes características:

É plural – A empresa deve prestar contas a toda a sociedade: funcionários, mídia, ONGS, órgãos governamentais e aos cidadãos das comunidades onde está operando. Deve dialogar de forma participativa com os setores da sociedade, trazendo para si uma maior legitimidade e confiabilidade social.

É distributiva – A responsabilidade social deve ser aplicada em todas as camadas da cadeia produtiva, tanto por agricultores, como fornecedores e empresas. A ética deve se fazer presente em todos o momentos, tendo em vista uma maior qualidade de vida.

É sustentável – Responsabilidade social e desenvolvimento sustentável estão entrelaçados. As atitudes responsáveis beneficiam o meio ambiente e a sociedade como um todo. Ao optar pelo desenvolvimento sustentável, a empresa está promovendo sua imagem junto à sociedade e conduz a um crescimento orientado. A opção pela sustentabilidade previne impactos ambientais e mesmo processos judiciais.

É transparente – A globalização exige transparência. As empresas, aos poucos, estão sendo obrigadas a divulgar, através de relatórios, suas ações sociais e ambientais, os impactos de suas atividades e a tomar medidas de compensação ou mitigação de seus impactos.

A empresa ou corporação socialmente comprometida é transparente e torna-se uma empresa cidadã, pois sua prática valoriza os princípios éticos que regem uma sociedade. Dessa maneira todos ganham, presentes e futuras gerações.

Por: Amarildo Ferrari

[grwebform url=”http://app.getresponse.com/view_webform.js?wid=3903003&u=SK7G” css=”on”/]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here