A Educação ambiental como ferramenta para a sensibilização da sociedade

1535

Tema: A Educação ambiental como ferramenta para a sensibilização da sociedade visando solucionar os graves problemas ambientais: Disseminação do conhecimento de uma forma diferenciada para crianças e adolescentes.

INTRODUÇÃO

Através da conscientização de crianças e adolescentes por meio da educação ambiental é que poderemos combater a degradação ambiental, visto que, o equilíbrio entre o homem e o ambiente natural se faz necessário para que a preservação e a conservação destes recursos ocorram com sustentabilidade.

Sendo assim, a educação ambiental tem como objetivo disseminar o conhecimento sobre o ambiente, a fim de ajudar à sua preservação e utilização sustentável dos seus recursos. Por ser uma metodologia de análise que surge a partir do crescente interesse do homem em assuntos como o ambiente, devido às grandes catástrofes naturais que têm assolado o mundo nas últimas décadas, a mesma pode ser incorporada fortemente na proposta educacional de qualquer instituição de ensino, bem como nas políticas públicas, visando a construção de sociedades sustentáveis.educacao ambiental sensibilizacao

METODOLOGIA APLICADA

As crianças e adolescentes têm consciência da realidade em que vivemos, onde grandes catástrofes naturais têm assolado o mundo nas últimas décadas, porém, o que eles não sabem é como contribuir com a preservação e conservação destes recursos naturais. Pensando nisso, foram criadas as diretrizes para atingir o resultado almejado.

TEORIA E PRÁTICA

Através da união da teoria e da prática, despertar em todos os envolvidos a consciência de que o ser humano é parte do meio ambiente. Com as seguintes ferramentas:

• Vídeos e filmes ecológicos;
• Se possível, levar as crianças e os adolescentes a uma reserva ecológica para mostrar como é um ambiente preservado;
• Se possível, levá-los a uma área devastada pela ação do homem com o intuito de conscientizá-los sobre os efeitos negativos daquela devastação;
• Levá-los a um povoado pobre, com escassez de água e/ou comida, para conscientizá-los das consequência da falta de recursos naturais.
• Solicitar à prefeitura local, algum terreno para que os colaboradores possam plantar mudas de árvores nativas, com isso, sentirem a sensação de contribuir com preservação ambiental.
• Ensinar a filosofia dos 3Rs : reduzir, reaproveitar e reciclar. (OBS.: capítulo abordado adiante)

A partir destas ferramentas e outras, reformular comportamentos e recriar valores perdidos, dessa forma, alterar a consciência das crianças e adolescentes sobre os princípios da sustentabilidade, de que não é necessário comprometer as gerações futuras para atender as necessidades atuais, então, eles têm que ter consciência dos efeitos da degradação ambiental. Sustentabilidade é um ato de reflexão. Um ato consciente.

OS 3RS : REDUZIR, REAPROVEITAR E RECICLAR

REDUZIR

Reduzir quer dizer economizar de todas as formas possíveis, sendo assim:

• Procurar sempre produtos mais duráveis;
• Comprar o suficiente para consumo, evitando desperdício de produtos e alimentos;
• Por no prato só o que realmente for comer;
• Reduzir os supérfluos;
• Reformar e conservar as coisas, no lugar de substituí-las por outras;
• Doar os objetos e roupas que não são mais necessários para quem precisa;
• Evite comprar legumes, frios e carnes em bandejas de isopor, que não é reciclável;
• Procure produtos que tenham menos embalagens ou utilize aqueles que tenham embalagem reciclável;
• Quando for comprar presentes, evite a utilização de embalagens em excesso;
• Controlar o uso da água: não deixar a torneira aberta à toa, abrir e fechar várias vezes é melhor do que deixar a água correr sem necessidade;
• Desligar a TV se não estiver realmente assistindo e a luz do lugar onde não houver alguém.
• Entre outros.

REUTILIZAR

Reutilizar é uma forma de evitar que vá para o lixo aquilo que não é lixo. É ser criativo, inovador, usar um produto de várias maneiras. Sendo assim:

• Reaproveitar vidros de geléia, maionese, massa de tomate, que podem servir para armazenar alimentos ou outros objetos;
• Utilizar a frente e o verso do papel para escrever;
• Os garrafões de vinho podem ser enviados para as cooperativas e sucateiros, que os encaminharão para as vinícolas, onde serão lavados e reaproveitados;
• Oficinas de arte e artesanato – com restos dos mais variados materiais podem ser feitas muitas coisas lindas e criativas. Por exemplo: vários artistas plásticos utilizam garrafas PET para fazerem sofás, puffs, camas;
• Entre outros.

RECICLAR

Reciclar significa enviar novamente para o ciclo de vida útil, isto é, transformar o material reciclável em produto útil através de processos industriais.
Existem condições básicas de qualidade e quantidade para se tornar viável o processo da reciclagem. Uma das atividades que alimentam a reciclagem é a coleta seletiva. A reciclagem permite uma diminuição da exploração dos recursos naturais e muitas vezes é um processo mais barato do que a produção de um material a partir da matéria-prima bruta.

Portanto, o lixo é reciclável, isto é, pode voltar ao seu ciclo de vida em forma de uma nova embalagem ou produto. Garrafas de plástico, embalagens de produtos de limpeza e higiene, latinhas de ferro e alumínio, embalagens longa vida, jornais, revistas, folhetos, papéis e óleo vegetal usado podem ser encaminhados para as empresas recicladoras.

Para que esta filosofia funcione é necessário observar a sua seqüência lógica: primeiro, reduzir, para depois pensar em reutilizar e reciclar. Por isso, não aumente o consumo só para ter mais material para reutilizar e reciclar.

CONCLUSÃO

O objetivo deste TCC não é somente ensinar maneiras de educar as crianças, adolescentes, jovens ou qualquer pessoa, mas sim, arraigar na sociedade, através do exemplo, a idéia de que se todos contribuírem o mínimo possível, todos juntos, farão uma mudança gigantesca no final do processo.

Sendo assim, contribuir para que os indivíduos e a comunidade tomem consciência do seu meio ambiente e adquirem conhecimentos, habilidades, experiências, valores e a determinação que os tornam capazes de agir, individual ou coletivamente, na busca de soluções para os problemas ambientais, presentes e futuros”. (UNESCO, 1987)

Autor: Danilo Máximo Ferreira

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui